exportar

O darktable é um editor não destrutivo, o que significa que todas as mudanças são salvas na base de dados do darktable (com uma cópia de segurança sendo armazenada em um arquivo auxiliar XMP) e as imagens originais em RAW não são alteradas. Você precisa exportar as imagens de modo a converter suas edições em um arquivo de saída que pode ser distribuído fora do darktable.

  1. Escolha um cenário de exportação.

    O módulo de exportação oferece muitas opções, mas de longe o uso mais comum é “salvar uma imagem raw editada como JPEG”. Você pode exportar a imagem atualmente editada diretamente da vista da sala escura ou selecionar uma ou mais imagens da vista da mesa de luz e exportá-las todas de uma vez.

  2. Selecione quais imagens exportar (se você estiver na vista da mesa de luz), abra o módulo de exportação, configure o armazenar em para “arquivo no disco” e selecione um local para salvar suas imagens – por padrão, elas serão exportadas para uma pasta “exportada darktable” dentro da pasta que contém o(s) seu(s) arquivo(s) Raw. Escolha um “formato do arquivo” JPEG e mantenha as configurações padrão.

  3. Clique no botão “exportar” para salvar suas imagens processadas no local selecionado.

Note: While JPEG is useful for most purposes, if you wish to perform further edits in a raster editor like GIMP or Krita, it is normally better to export in TIFF format.

translations